Marketing

M-commerce: o que você precisa saber para vender mais no mobile

Investir no comércio mobile pode ser o grande diferencial que você está esperando para aumentar as vendas. Separamos o essencial para você se destacar na área. Confira!

Amanda Pofahl

Latin American Market Expert
14/11/2017

Pela primeira vez na história do comércio brasileiro a intenção de comprar pela internet superou os shopping centers como opção de compra. Foi o que mostrou uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), que escutou consumidores de todas as capitais brasileiras.

Se o cenário é positivo para os ecommerces de uma maneira geral, ele é ainda mais animador para quem está investindo no M-Commerce. O "m" no nome faz referência ao termo "mobile", ou seja, celulares, tablets e quaisquer outros dispositivos móveis conectados à internet.

Segundo a pesquisa WebShoppers da empresa E-Bit, referência no segmento, em 2016, foram realizadas mais de 103 milhões de transações no ambiente virtual. Dessas, 23 milhões - ou mais de 20% - foram compras concretizadas através de smartphones e tablets.

Para entender essa tendência não é preciso ser especialista. Pense em quantas pessoas você conhece que não possuem um celular ou tablet conectado à internet. Provavelmente a resposta é poucas ou até nenhuma!

Alguns fatores contribuem diretamente para essa mudança no comportamento dos consumidores. Facilidade de conexão (com uma melhor infraestrutura no país), sites voltados para o mobile (mobile first) e a facilidade de finalizar uma transação (checkout otimizado para mobile) estão entre as principais.

E é justamente sobre esse cenário que falaremos aqui. Muitas vezes, algumas questões devem passar pela sua cabeça, como:

  • Como aproveitar o mobile marketing na sua empresa para vender mais?
  • Quais as vantagens e desvantagens do m-commerce?
  • É viável investir em mobile apps?

Essas e outras muitas dúvidas serão respondidas ao longo do texto. Arrume uma posição confortável, ajuste o brilho do celular e boa leitura!

O que é m-commerce?

De maneira resumida mobile commerce, ou m-commerce, é o termo que representa as compras e vendas realizadas através de dispositivos móveis, tais como celulares e tablets. Ele é considerado por muitos como uma evolução do e-commerce tradicional (compras feitas em laptops e desktops).

A terminologia mobile commerce, ou m-commerce, surgiu ainda nos anos 90, mais precisamente em 1997. Lançado por Kevin Duffey, durante o lançamento do Global Mobile Commerce Forum, o termo não poderia estar mais atualizado com a realidade em que vivemos.

Um dos principais aspectos do m-commerce é que os consumidores concretizam a compra de qualquer lugar e a qualquer momento, sem depender de um computador para isso.

A pesquisa WebShoppers - que citamos acima - traz mais números que comprovam essa realidade. Em 2015 o total de compras realizadas por dispositivos móveis representou 12% e, em 2016 passou para 21,5% - um aumento de nada menos que 84%!

Na contramão desse crescimento está o varejo físico. Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) demonstrou que o setor encolheu cerca de 10% nos últimos dois anos. Os hábitos demonstram e os números comprovam: os consumidores estão migrando cada vez mais para o ambiente digital.

Um exemplo bilionário

Um excelente exemplo dessa mudança de comportamento é o aplicativo americano Wish. O app, que em tradução livre quer dizer "desejo", funciona de maneira bem simples: ele é uma interface entre o consumidor final e empresas de manufatura - a maioria na China.

EBANX_Wish (1).png

Com um design sensitivo e bastante simples, oferece produtos com preços simplesmente imbatíveis. Uma pré-avaliação do Wish, anunciado pela revista Forbes, concluiu que o valor de mercado do aplicativo está em torno de 8 bilhões de dólares. Você não leu errado! É bilhões, com "b" mesmo!

Se você ainda não conhece o "Wish" vale a pena dar uma olhada! Com mais de 300 milhões de usuários ativos - sendo que dois terços deles são mulheres - o app dobrou de tamanho em apenas seis meses.

Mas, como é possível aproveitar essa transição para lucrar mais?

Como ter o melhor site mobile

A experiência do consumidor em dispositivos móveis difere dos computadores por um motivo muito óbvio: o tamanho da tela. Por mais que seja clara a necessidade de adaptar o conteúdo, muitas empresas parecem ignorar isso e acabam por perder vendas.

De acordo com dados de uma pesquisa realizada pela Google em parceria com a empresa AswerLab, mais de 60% dos usuários mobile tendem a abandonar um site caso ele não ofereça uma boa experiência de navegação. Dentre as principais reclamações acerca desses sites, podemos citar:

  • A necessidade de dar zoom in e zoom out na versão desktop de um website a fim de consumir o conteúdo (ou encontrar um botão, por exemplo);
  • A falta de informações na versão mobile, como review dos produtos, vídeos ou disponibilidade de estoque;
  • Sites com carregamento lento - 50% dos consumidores esperam que uma página carregue em menos de dois segundo ou se sentem frustrados;
  • Forçar que os consumidores comecem o processo de compra do princípio caso mudem de dispositivo.

Esses são exemplos práticos de características que certamente farão grande parte dos visitantes do seu site desistirem de procurar produtos e, claro, de comprá-los.

Quais são as características que terão o efeito contrário e contribuirão para o aumento da sua conversão mobile? Confira:

10 dicas rápidas para um site mobile de alta conversão

1) Menus curtos e separados em categorias

Os principais m-commerces do mundo utilizam 7 categorias "mãe", onde os produtos são divididos em subcategorias. Menus longos atrapalham a navegação em telas menores!

2) Voltar à página principal

Segundo estudo da Google, grande parte dos usuários mobile ficam frustrados quando o clique na logo não direciona para a home do site. Por isso, facilite a vida dos seus usuários!

3) Escolha uma promoção e evite poluição visual

Dê destaque para um ou outro banner e evite poluição visual com suas promoções. Isso porque as pessoas tendem a ficar distraídas pelo excesso de informação e interromper a navegação - ou o motivo principal que a levou até ali.

4) Campo de busca

A ferramenta de busca interna do site deve estar em destaque na versão mobile. Isso porque ela facilita muito a vida daquele usuário que busca por um produto específico.

5) Compra e cadastro

Evite cadastros iniciais no site e permita que os visitantes naveguem pelo conteúdo livremente. Na página de checkout, considere utilizar links com Facebook e Google para requerer que o cliente digite apenas os dados bancários e de envio. Essa dica é fundamental para aumentar sua conversão!

6) Explique os benefícios do cadastro

Os consumidores tendem a ficar irritados quando não entendem os motivos ou benefícios de fazer o cadastro em sua loja. Por isso explique, por exemplo, que ele receberá promoções exclusivas caso o faça.

7) Ofereça outros meios para finalizar a compra

Algumas pessoas ainda se sentem desconfortáveis para finalizar uma compra on-line e em dispositivos móveis. Nesses casos um botão "finalizar a compra por telefone", por exemplo, pode evitar o abandono de carrinhos e aumentar a sua conversão.

8) Seja omnichannel

Caso a pessoa comece a comprar pelo celular e decida concluir a compra no desktop, permita que ela o faça sem ter que percorrer toda a jornada do cliente novamente. O cadastro é uma excelente maneira de integrar diferentes plataformas.

9) Otimize o site inteiro para dispositivos móveis

Todas as páginas do m-commerce devem ser otimizadas, desde a principal até o checkout, passando pelas informações dos produtos. Há perigo de abandono caso o visitante clique em um link e seja direcionado para uma página desktop.

10) Adote meios de pagamento integrados ao dispositivo

Muitas pessoas já possuem cartões de crédito e outras informações cadastradas no celular. Adote esses meios de pagamento mobile e ofereça diferentes opções para que ele possa escolher qual o melhor para sua realidade.

Dica bônus: faça testes!

Faça testes de usabilidade e conversão em seu site mobile e acompanhe os resultados. Testar é a melhor maneira de saber qual a melhor interface para converter mais! Lembre-se dos testes A/B e softwares que acompanham a navegação do público em seu site mobile.

Estratégias de mobile marketing

O mobile marketing oferece diversas vantagens sobre todas as outras formas de comércio eletrônico. Isso porque essa modalidade, que também está sendo chamada de "varejo de bolso", pode explorar diversas funcionalidades e facilidades dos dispositivos móveis.

Conhecer o seu público é fundamental para tomar as melhores decisões e otimizar os seus esforços mobile. Por isso, use e abuse de softwares como o Google Analytics para entender melhor, por exemplo, quais dispositivos móveis são mais utilizados para acessar o seu site.

Outra maneira de conseguir conhecer melhor seus clientes é realizar pesquisas. Segmente as pessoas que finalizaram suas compras em dispositivos móveis e conceda um benefício, como um cupom de 10% de desconto, para incentivá-lo a responder uma pesquisa sobre o mobile site da empresa.

Mobile first

Existe uma tendência muito grande nos Estados Unidos, onde a transição para dispositivos móveis já está mais avançada que no Brasil, que propõe inverter o clássico raciocínio de fazer um site desktop primeiro e depois adaptar todo o conteúdo para uma versão mobile.

As empresas que o fazem apostam nessa mudança de hábito dos consumidores para sair na frente de seus concorrentes. E, pelo que estamos vendo, essa pode ser uma excelente ideia. Uma das principais vantagens é o tempo de carregamento do site - quando pensado primeiro para mobile ele tende a ser menor do que o desktop first.

Crie um App próprio

Segundo pesquisa realizada pela empresa Criteo, os usuários mobile passam cerca de 90% do tempo utilizando apps. Desse tempo, 80% é dedicado a Instagram, Facebook e WhatsApp. Apesar disso, a conversão em apps pode chegar a ser três vezes maior do que nos navegadores mobile.

Além de facilitar consideravelmente a navegação e a personalização da experiência do consumidor, um app próprio oferece possibilidades como o envio de notificações push, que são enviadas e recebidas como mensagens de sistema pelos usuários.

Essa é uma excelente forma de conceder descontos para a Black Friday, por exemplo. Ainda existem inúmeras ações que você pode tomar com um aplicativos próprio. Para saber mais, confira esse blog post em nosso site, com diversas informações sobre o tema.

Utilize a geolocalização

Um dos principais benefícios do mobile marketing é a capacidade de direcionar seus anúncios de acordo com a localização geográfica do público. Dessa maneira é possível fazer a oferta certa, no momento certo e, principalmente, no local certo para o consumidor.

Existem diversas possibilidades para tal, desde o direcionamento oferecido pelas plataformas sociais até mesmo no Google AdWords. Além de ser muito importante para lojas físicas, e-commerces podem explorar a opção negociando custos de entrega com transportadoras, por exemplo.

SMS Marketing

Deixamos propositalmente por último essa que foi uma das primeiras modalidades de mobile marketing: o envio de SMS. Apesar de parecer antiquada, essa técnica possui uma taxa de abertura de incríveis 98%, superando e-mail marketing e outras formas de comunicação.

Mas, cuidado! O envio de SMS deve ser feito para uma lista de pessoas cadastradas, que já tiveram algum tipo de interação com sua empresa. Ele é perfeito, por exemplo, para conceder descontos a clientes que compraram e não retornaram mais à loja.

Conclusão

Inúmeras pesquisas já demonstraram como os hábitos de consumo estão mudando. Os clientes estão migrando cada vez mais dos shoppings para os ecommerces e, paralelamente, fechando cada vez mais compras através de dispositivos móveis.

Mais do que acompanhar essas mudanças, as empresas que se adiantarem a elas e otimizarem a experiência dos consumidores certamente terão mais relevância, conseguindo melhores resultados de conversão. Afinal, atualmente é preciso ir onde os consumidores estão - e não o contrário!

Oferecer diferentes possibilidade de pagamento, principalmente as integradas com os celulares, garantir uma boa experiência de navegação e seguir as boas práticas para mobile sites são os primeiros passos para conseguir atualizar seu negócio frente aos novos desafios.

Somar todo esse conhecimento com redes sociais ativas, um SAC de qualidade e preços competitivos certamente serão a receita de sucesso para a sua empresa. Por isso, não perca mais tempo e confira todos os conteúdos no site do EBANX que vão ajudar a melhorar cada vez mais o seu e-commerce.