Commerce

O que fazer para seu e-commerce vender mais no Natal

O Natal chega mais cedo para os e-commerces. Saiba como se preparar para encarar esse período com tudo pronto para vender muito, muito mais.

Amanda Pofahl

Latin American Market Expert
22/11/2017

 Felizmente, o medo de comprar em lojas virtuais diminuiu consideravelmente. De fato, uma pesquisa do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) afirma que 80% dos consumidores consideram as compras virtuais seguras. Essa estatística é vista com bons olhos pelos e-commerces, principalmente se considerarmos outro dado, desta vez da Agência Brasil, que revela que 54% dos consumidores vão comprar pela internet neste Natal de 2017. 

vender-mais-no-natal.jpg

E se estes números não são suficientes para lhe convencer, anote mais este: as compras de Natal de 2016 apresentaram um volume de nada menos do que R$ 7 bilhões, não é pouco e esse volume superou o do ano anterior em 3,8%. Se consideramos o ticket médio, o valor também é interessante, aproximadamente R$ 480, um aumento de 10,3% em relação ao período anterior.

Por estes motivos, pensamos que seria uma boa ideia criar um post pra dar uma mão nesse momento tão importante para melhorar a venda dos ecommerces. Confira nossas dicas!

O que fazer para vender mais no natal (600-700)

#01 - Mandar Cupons de desconto diretamente por e-mail

Já pensou em mandar uma determinada quantidade de ofertas via correio eletrônico, como uma grande campanha que busque atrair novos compradores para seu e-commerce? Isso pode atrair potenciais clientes que nunca entraram em sua página, mas que aceitaram receber suas mensagens de newsletter.

Um estudo da Nielsen já afirmava que 27% dos compradores que consumem produtos de lojas virtuais hospedadas nos Estados Unidos se subscrevem às listas de e-mail com o objetivo de economizar. A Deloitte também compartilhou informações neste sentido, ao comunicar que 65% dos consumidores afirmam que consideram os cupons um diferencial na hora de escolher seus produtos e lugar de compras.

#02 -Dê um cupom de presente aos melhores clientes

Dê uma boa olhada em seus dados de comportamento e histórico de compras dos consumidores e identifique quais são os seus principais clientes. Com base nestas informações, você pode mandar um vale compras de presente, pode ser para um brinde ou para trocar diretamente pelo produto desejado e com o mesmo valor.

Não esqueça de incluir uma mensagem agradecendo pela lealdade dos clientes e estimule-os a usar o vale com algo para eles mesmos. De fato, de acordo com a Practical E-Commerce, já em 2017, a prática do self-gifting era esperada como uma tendência relevante, e a estimativa é que o movimento neste sentido continue crescendo.

Você também pode aproveitar para enviar vales para aqueles clientes que compram por muito tempo, mas que, por algum motivo, nunca mais voltaram a consumir produtos na sua loja-virtual. É uma boa chance para fazê-los dar uma passadinha novamente no seu ambiente de vendas.

#03 - Já pensou em usar OTT Video Ads?

Os vídeos transformaram a forma como as marcas conseguem chegar a seus usuários durante a jornada do consumidor. O formato permite que as marcas criem relacionamentos mais próximos com os usuários, principalmente pelo fato de permitir que os conteúdos sejam segmentados de acordo com os interesses de cada perfil ou indivíduo.

Na indústria do entretenimento, OTT significa “over-the-top”, ou seja serviços de streaming exclusivos, por fora dos canais convencionais (TV à cabo, televisão satelital, etc). Podemos citar alguns exemplos, como exemplo: Apple TV, Google TV. Neste formato, os usuários escolhem o que e quando querem assistir.

Um aspecto interessante dos vídeos OTT é que seu e-commerce pode definir quais são os usuários que podem ter acesso ao seu canal. O ideal é conceder o benefício àqueles que demonstrem mais interesse pelos seus produtos.

#04 - Crie Landing Pages otimizadas para dispositivos móveis

Sua loja virtual já deve conhecer o poder das landing pages de alta conversão, principalmente em momentos de grandes buscas, como no período natalino, na páscoa ou até em datas próprias dos e-commerces, como o Cyber Monday, Black Friday ou até o Super Saturday (último sábado antes do natal).

Logo, deixar de aproveitar o poder deste recurso não é uma opção, principalmente em um mercado tão competitivo como o dos e-commerces. O ideal é conceber as Landing Pages especificamente pensando no público-alvo de cada categoria de produtos ou mesmo itens específicos, dependendo dos objetivos da sua companhia.

E se você ainda não aposta firme nas Landing Pages, só pra dar uma ideia, a HubSpot afirmou que companhias que trabalham com LPs (Landing Pages) têm registrado um crescimento de 55% no número de leads. A Inbound Marketing Agents, por sua vez, informa que sites com mais de 40 LPs têm 12 vezes mais leads do que os com 5 ou menos.

05# Todo poder aos Banners

Em primeiro lugar, você deve pensar os banners como uma oportunidade de conquistar o público, e não somente de exibir um produto. Os Banners devem ser associados às soluções buscadas ou ao estilo de vida dos usuários. O que se vende, resumindo, é uma sensação. A Coca-Cola, por exemplo, não vende seu produto, vende a imagem associada ao consumo (felicidade, diversão, empatia, família, amizade, etc).

Isso serve tanto para o material gráfico que seu e-commerce usar no ambiente próprio ou quando se trabalhe com redes de divulgação. Entre elas, vale a pena conhecer e experimentar a publicidade Display do Google Adwords. A rede Display está formada por mais de dois milhões de sites afiliados ao Google, onde seus anúncios podem ser exibidos.

O serviço permite trabalhar de forma segmentada, de acordo com a idade, localização geográfica, palavras-chave mais usadas, entre outras variáveis para que conversar exatamente com quem você deseja. A rede oferece inúmeros lugares onde seu e-commerce pode exibir anúncios de vários formatos, inclusive os banners.

Conclusão

E enquanto as lojas físicas se preparam com decorações natalinas, os e-commerces também precisam ‘se ambientar’ e criar ações para que, quando chegue a hora, o cliente escolha a sua marca. Aqui, é quando o planejamento e a escolha correta das ferramentas e soluções é importante.

Esperamos que nosso artigo tenha contribuído com seu departamento de marketing e de vendas. O quanto antes seu e-commerce comece a se preparar e executar tarefas, melhor. Assim, você vai conseguir ter tempo para planejar tudo e executar a estratégia de forma impecável em um dos períodos mais importantes do ano para o comércio.